sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

(2015/179) Quando apenas for a tua palavra contra a minha...

Claro que eu sempre posso estar errado.
O que não significa que esteja.
Logo, não confunda consciência da fragilidade potencial com falta de confiança no próprio trabalho: eu defenderei com unhas e dentes o que penso e escrevo, até que alguém me mostre que está errado.
mas NUNCA admitirei que algo que eu digo ou escrevo está errado somente PORQUE alguém disse que está.
Não adianta dizer que está errado: mostre.
Não pode mostrar?
Então, meu caro, é você que não quer dar o braço a torcer, porque sou eu a dizer ou escrever, de sorte que o problema não está exatamente em mim.

Acho que isso vale para todos.







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget