quinta-feira, 27 de novembro de 2014

(2014/768) Fragmentos facebookianos

I.
Cuido que todo detrator da Modernidade tenha um pé - se não os dois - enfiado, explicita ou implicitamente, na mí(s)tica cristã... Penso que a anti-modernidade seja o efeito dos anticorpos cristãos agindo na consciência crente...

(https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/740263292720910)


II.

Não, não admiro, no todo, o Cristianismo. Muito pelo contrário. Salvam-se, na História, as exceções. Mas, no macro, condenável. E quanto ao fato de que foi no útero dele que se gestou a Modernidade, que admiro, diria que, se o monstro engole o mundo, onde nascerá a resistência, senão no ventre do Devorador?
(https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/740262989387607)


III.

Tire da sua religião toda empáfia de si, todo senso de exclusividade, toda seriedade, todo olhar de condenação de todos, todo aviltamento dos homens e das mulheres, todo espírito de heteronomia, toda vaidade clerical - e talvez eu considere que a religião que você pratica tenha lá suas vantagens... Mas, carregada desses cânceres éticos, não, lamento, não se salva a parafernália...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget