sábado, 17 de maio de 2014

(2014/469) Como assim, "aos pobres é anunciado o evangelho"?


Perdi a manha para ler o Novo Testamento. Vou fazer 30 anos de convertido - comemoro a data em 10 de agosto próximo -, mas acho que aquele jeito passivo-o-que-vier-eu-traço de ler, que se demanda nos espaços evangélico-protestantes eu perdi...

Eu estava agora, lendo Lucas. Civilization V às vezes demora alguns segundos para virar o turno, se você joga em mapa grande, de modo que, enquanto espero virar o turno para ver se encontro alguma coisa que preste na vila de bárbaros, leio um trecho do evangelho.

Li a passagem da cura do escravo do centurião (os tradutores gostam de usar "servo", para ficar mais palatável), li a cena da ressurreição do filho da viúva sem nome e, então, cheguei à passagem em que João manda dois de seus discípulos para certificarem-se de ser Jesus quem diz que é.

A resposta de Jesus é interessante. Se eu uso a lógica, a corda arrebenta. Para responder que sim, é seu jeito, a João, isto é, para dizer que é ele sim aquele de devia ter vindo e veio, ele diz que:

a) os cegos vêem;
b) os coxos andam;
c) os leprosos são purificados;
d) os surdos ouvem
e) os mortos ressuscitam
f) e - coisa impressionante! - aos pobres [aos pobres!] é anunciado o evangelho

Ora, pensei cá com meus botões, agarrado a essa coisa estranha, ao ponto de Civilization já ter virado e eu estar aqui, encafifado. Marx disse uma vez: a cada um conforme as suas necessidades... Parece que é disso que se trata, afinal: cego precisar ver, e vê, eis o milagre; coxo precisa andar, e anda; surdo precisa ver, e vê; leproso precisa de cura, e é curado; morto precisa reviver, e revive... Dizendo ao contrário: quem precisa de ver? Cego. De ouvir? Surdo. De reviver? Morto...

E quem precisa de que se lhe sejam anunciadas as boas novas?

Pobres.

Então, o anúncio do evangelho é para os pobres?

Tem endereço?

Assim como não se dá visão a surdos, que já a têm, mas a cegos, dá-se boas novas... aos pobres?

Se for isso, acho que logo, bem cedo, o sentido de evangelho foi alterado, fizeram outra coisa dele, inventaram outro sentido para ele e estragaram tudo...

Evangelho é para os pobres...

Lembro-me do Sl 53. Como se lê - e até se traduz - errado esse salmo. Ele diz que povo de Deus é a população da cidade e que o rei e os seus empregados estão ali para servi-los e cuidar deles. Nesse sentido, a população corresponde aos pobres, enquanto que o rei e seus empregados corresponderiam aos "eclesiásticos"...

Pelo visto, fizemos tudo errado.

Inventamos uma coisa mística e abstrata de um evangelho para todo mundo - terá sido Paulo? - e, assim, não anunciamos mais coisa alguma para ninguém, porque o pobre pode morrer de pobreza, que está tudo bem...

Acho melhor arrumar um jogo que não precise de tempo para virar turno...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Um comentário:

Frederico Reis disse...

Ei Rapaz, quando vc quer vc é F...
saudades mestre dos magos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget