quarta-feira, 21 de agosto de 2013

(2013/918) Hipnose, orgasmo e pesquisa


Hipnotizados devemos ficar diante do corpo amado - tudo deixar de pensar e entregar-se à paixão, ao instinto, à pulsão, às delícias biológicas e psicológicas que a vida nos deu de presente...

Bendita hipnose, culminada com a máxima dissolução do eu, coincidindo com sua máxima expressão - orgasmo.

Mas que fique lá a hipnose.

Na pesquisa, não! Na pesquisa, sobriedade - nada de vinho! Lucidez - nada de prestidigitações retóricas! Luz - nada de luscos-fuscos!

Na pesquisa, ainda que sob uma superfície de linguagem poetizada, prosa, carbono, realidade concreta e áspera.

Deixemos os sonhos para a arte...






OSVALDO LUIZ RBIEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget