sexta-feira, 11 de março de 2016

(2016/041) Ainda bem que os discípulos traíram Jesus...

Os cristãos nasceram com a marca da traição.

Os primeiros cristãos, e os segundos, e os terceiros, eram judeus. Nasceram sob a mão opressora de Roma e sob a mão opressora de Roma morreram. O seu cristo foi um judeu que pensou seriamente em cortar essa mão. Sei lá se tinha ideias doidas na cabeça, se era suicida, se acreditava mesmo que tinha Deus ao seu lado, eu não sei as razões dele, mas ele achou que caía dentro. Bem, não caía. Morreu.

Os seus discípulos sobreviveram e, não se sabe exatamente a razão, lentamente começaram a crescer. Paralelamente, outros cristos se levantaram contra Roma, e igualmente morreram. Roma encheu o saco e mandou destruir Jerusalém. No ano 70, lá se iam mais de três décadas que Jesus havia sido executado...

Roma expulsou os judeus, mas não os cristãos. Quando você lê os Evangelhos, encontra aquelas histórias muito suspeitas de que o reino dele não era desse mundo... Então, parece que Jesus achava que a porta do outro mundo era Jerusalém, porque, efetivamente, o que ele queria era sua cidade e sua nação... Mas os evangelhos mudaram o anúncio, e isso deve ter-se dado para a acomodação da fé e dos fieis à mão opressora - e já divina, bem se vê...

Tivessem os cristãos sido fieis à mensagem de seu cristo, o que teria ocorrido com eles? Basta dar uma olhada em Massada...

O que é até um bom argumento para você aliviar a tensão contra a sua nuca: diga assim, ao espelho: ah, se os cristãos não tivessem traído Jesus, a fé não se teria espalhado, e nós não estaríamos aqui, agora, crendo... Repita isso para você, mediante do espelho, mas não alto o suficiente para que você não escute o que está dizendo...








https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/980296918717545

OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget