sábado, 14 de fevereiro de 2015

(2015/194) Quando a teologia explodiu

O que são as Ciências Humanas, grosso modo, além de pedaços da velha teologia, depois que, na prática, ela foi explodida entre os séculos XVIII e XIX?

Na Política, a Teologia velha permaneceu como instrumento de controle social e só foi por isso que ela não desapareceu completamente: a Europa precisou da religião e da teologia por volta de 1850, para conter o avanço socialista. Deus é útil, também o sabem os teólogos da libertação...

Só que a teologia era uma ciência de tudo. Quando ela explodiu, cada pedaço do que ela cuidava transformou-se em uma disciplina-ciência: antropologia, sociologia, psicologia, filosofia (que, dentre todas, é a que mais reserva traços de sua velha mãe morta).

A questão que tenho para resolver é: que totalidade de território tinha a velha teologia, antes de explodir, e que território ficou sem dono? Se esse território for compatível com o jogo das ciências humanas, é aí que a teologia - a nova teologia (que eu chamo de teologia fenomenológica, apenas para a diferenciar da teologia ontológica e da teologia metafórica [essas duas são meio que irmãs de leite]).

Haverá algum território deixado para trás? Há, claro que há. Ontem ainda ninguém lidava com a Consciência, área do território Todo que ainda estava sob interdição e tabu. As próprias ideias, por exemplo, muito recentemente apenas se deu atenção a elas.

Eu acho que há esperanças.

Seja como for, se não houver mais nenhum território a desbravar e a entregar para a teologia (nova), talvez ela possa tornar-se uma disciplinas, como a Fenomenologia da Religião (se não se fundir com ela)...

O que não se pode fazer é entregá-la a uma outra disciplina que julgue ser a dona do Todo, conquanto critique a teologia...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget