terça-feira, 16 de dezembro de 2014

(2014/782) É bonito, porque é mamífero


É bonito - porque é mamífero.

Duvido que em algum momento Jesus tenha refletido nos termos que Armstrong sugere. Jesus não era nem filósofo nem "pacifista" nem humanista. Era um revolucionário à cata de libertar sua terra e seu povo da opressão romana. Provavelmente muito mais parecido com um palestino e um muçulmano iraquiano, com sua terra invadida, do que um religioso cristão à procura do segredo da vida...

Se a compaixão nos salvará? Não sei. Não podemos lutar contra ela, porque é inerente à ordem a que pertencemos - os mamíferos. E primatas são particularmente tocados pela compaixão. Assim como o egoísmo, também mamífero e "vital", a compaixão é a contraparte psicológico-emocional e, portanto, cultural e pedagógica das estruturas vivas de que somos constituídos.

Por meio dos mecanismos que Feuerbach já explicou e que as neurociências logo evidenciarão, a compaixão se transforma em valor divino, que, como projeção que é, tem tudo quanto temos, mas elevado à enésima potência, podendo o divino ser sumamente bom e/ou sumamente canalha...








(https://www.facebook.com/osvaldo.l.ribeiro/posts/750642365016336)
OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget