terça-feira, 4 de novembro de 2014

(2014/753) Paulo Nogueira e eu em apresentação e debate na ABIB


Duas apresentações, de Paulo Nogueira, da UMESP, e eu, da Faculdade Unida, em mesa da ABIB, sob o tema da exegese e sua relação com contexto e autor. Disseram-me, no Facebook, que foi uma boa discussão. A Faculdade Unida disponibilizou o vídeo no Youtube e eu o disponibilizo para discussões.

A dinâmica da mesa foi assim: eu fiz minha apresentação, depois o Paulo fez a apresentação dele e, então, no final, discutimos sucintamente.

Fica para a sua apreciação.








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Um comentário:

Thiago Balduino Caldeira disse...

Gostei bastante, professor. As falas são em parte opostas, em outras se complementam.

O que o Paulo falou e me fez pensar bem é que a construção histórica também é polissêmica. O fato histórico é um só: matou? Matou! Destruiu? Destruiu! O que está morto, foi morto, o que está destruído foi destruído, e essa coisa palpável dá para se averiguar. Mas os porquês, como reagiam, como pensavam, essa coisa da cultura é algo que se pode buscar, só que a motivação final e verdadeira daquele sujeito é alcançada no máximo pela plausibilidade da explicação, e é por isso tão frágil. Muitas vezes somos levados a interpretar o texto pelo sentido que acreditamos que os contextos tiveram, mas esses sentidos não estão à tona como os fatos, e aí fica uma tarefa árdua de se fazer.

Sua interpretação do Salmo 53 acredito ser corretíssima: um texto subversivo, irônico de uma comunidade camponesa judaica que jamais engoliu o fato do sacerdote se achar no direito de dizer o que é que o deus (ou deuses) dele dizem, pedem, e aprovam. Tão atual que poderia ser escrita hoje, por comunidades que não aceitam mais essa ladainha de pastores que dizem ter a revelação divina. Mas por que essa galera não faz esse tipo de crítica? Porque está já embutido na cultura, já somos os netos e bisnetos desses mitos e o carregamos como verdade.

Sempre que puder, grave seus discursos, palestras, aulas, que são sempre muito desafiadores e vale a pena revisitar cada conceito seu.

Grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget