sábado, 26 de outubro de 2013

(2013/1238) Dá pra religião e ciência conviverem em paz?


A única forma de a religião e a ciência habitarem em paz é cada uma saber de seus limites...

Mas a religião, aceitando-se seus limites, tem de ser honesta. Os religiosos que fazem de conta que vivem em paz com a ciência, no fundo trapaceiam, porque, operando como se fossem cientistas, enfiam doutrinas de sua religião (só de sua religião!) nos vãos deixados pela ciência: são como os traficantes de morro que, na falta do serviço público, dão bolsas de compra para os moradores, fazendo as vezes de bons moços...

A única forma de a religião e a ciência serem, de fato, amigas, é a religião entender, de uma vez por todas (esquece, não vai acontecer!) que, se a questão é sobre "conhecimento do mundo", ela não tem nada a dizer.

Por sua vez, a ciência compreenda que as questões emocionais (tratadas como espirituais) não são de sua competência, além do fato de que há um limite - parece - para a perscrutação científica, permanecendo, portanto, uma topografia insondável...

Insondável, religiosos, vejam bem: insondável...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget