domingo, 6 de outubro de 2013

(2013/1163) Da doutrina de um Deus que se auto-limita por amor


Por amor, disseram-me, Deus se auto-limitou. Por amor. Entendo... 

Aí, aquela menina de seis anos vai ser estuprada em dois minutos.

Deus até podia fazer alguma coisa, porque ele é Todo-Poderoso. Mas, por amor, ouvi dizer, ele se auto-limitou. Entendo.

Alguém deverá dizer isso à menina - Deus a ama tanto que não impediu o estupro, para mostrar a ela que ele é Todo-Poderoso, mas ama...

(...)

Não funciona.

Ou ele é mesmo fraco, e chora a nossa dor, ou é forte e, então: a) não está nem aí ou b) é seu próprio autor.

Se vamos tentar salvar a pele de Deus, que seja com redes sem buracos - se não, os peixes todos escapam...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget