terça-feira, 1 de outubro de 2013

(2013/1136) Não é religião mais quando Marx aponta o dedo - só quando Marx não está olhando: ou eu sou muito radical, ou Ricouer usou de prestidigitação


Ver teóricos desviarem-se da rocha que os esmagaria - ver que fazem que vão por ali, mas não vão. Apenas fazem que vão...

Ricoeur, lendo Feuerbach e Marx, trata da ideologia e da religião como a ideologia por excelência - a inversão da terra e do céu.

Como, ao mesmo tempo que dar crédito a Marx e Feuerbach, negar-lhes os efeitos inegáveis?

Prestidigitação...

"A tese marxista se aplica, de direito, a todo sistema de pensamento possuindo a mesma função. Foi o que perceberam claramente Horkheimer, Adorno, Marcuse e Habermas e toda a Escola de Frankfurt. Também a ciência e a tecnologia, em certa fase da história, podem funcionar como ideologias. O fato de a religião poder prestar-se a essa função, enquanto inversão das relações do céu e da terra, ignifica que ela não é mais religião, vale dizer, inserção da Palavra no mundo, porém, imagem invertida da vida" (Interpretação e Ideologias, p. 75).






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget