sábado, 14 de setembro de 2013

(2013/1065) Fragmentos facebookianos

I.

Não conheço sensação melhor do que, pleno de hormônios, atrasado dos amores, escalando as paredes, tocar a pele da pessoa desejada...

Imagino o que não sentiram os anjos, uma eternidade sem as morenas, naquele dia em que as tocaram...



II.

Dois herois: o caracol de O Pobre de Deus, de Kazantzákis e a mulher anônima, de Juízes 13.

Ele, com sua asa escondida, saltou céu adentro, deixando, atrás de si, um Pedro parvo e tonto, de surpreso...

Ela, desde dentro de sua tradição, como pinto a nascer do ovo, rasga-a, quebra-a, e nasce de si mesma...


III.


No primeiro Rock in Rio, eu era novoconvertido e não podia ouvir nada do que tocava então - era pecado...

Hoje, posso: e não tenho vontade...

Que diferença faz ser livre...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget