sábado, 28 de fevereiro de 2015

(2015/227) Fragmentos facebookianos

I.

Há anos não escrevia ou dizia "dito isso".

Eu comecei minha "carreira" docente dando aulas de teologia em Nova Iguaçu, no mesmo seminário onde me formei. Acho que no segundo ano, ou terceiro, de docência, um aluno, não lembro quem, conversando comigo em reservado, disse-me que a cada dez minutos eu falava "dito isso".

Nunca mais falei...

Se ele está lendo, obrigado.



II.

Eu entendo que pessoas submetidas às injunções normativas heterônomas da religião autocrática, teocrática, monocrática, possam, a despeito disso, sentir-se livres e desejarem a manutenção de sua desautonomia...

... Comparo o fenômeno àquele de os escravos do antigo sistema judaico-israelita decidirem manter-se escravos, e darem a orelha a furar no umbral...










OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget