terça-feira, 6 de janeiro de 2015

(2015/040) Não é salvação, meus amigos tradutores, é salvações

A ideologia crística está tão entranhada na mão e na consciência dos tradutores da Bíblia, que é raro, muito raro, raríssimo, encontrar uma Bíblia - tente! - em que a palavra "salvação" apareça no plural no último verso do Sl 53. Todas as Bíblias que consultei até hoje, se não me trai a memória, traduzem a palavra no singular - seja salvação, seja vitória, seja livramento, conforme traduzem o original hebraico...

... que, todavia, está no plural. "Quem dera de Sião as salvações de Israel". Salvações. Não salvação. Não há NENHUMA relação com NENHUMA mitologia de salvação esse texto - é uma referência aos sofrimentos diários que a coroa impunha sobre o povo: de Sião, todos os dias, vinham sofrimentos e desgraças. O escritor se pergunta quando é que de Sião virão não mais os sofrimentos para o povo, mas as salvações de que ele precisa...

Mas o tradutor é um traidor.









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget