terça-feira, 6 de janeiro de 2015

(2015/041) Porque vale a pena o risco...

I. 

Osvaldo, tanto que você fala, não há como deixar de falar tonterias...

Meu caro, ninguém saca a verdade pronta de dentro da alma: ela vai sendo montada, pouco a pouco, na multidão de ensaios. É uma questão de coragem, de ousadia, de vontade e de artesanato...



II.

Há 12 anos, ou 13, ou 11, não me recordo. Estava em minha mesa de trabalho. Acabara de assumir um cargo de coordenação acadêmica em instituição acadêmico-teológica de âmbito confessional, mas com alguma fama de "rebeldia" no histórico. Alguém sentou-se à mesa e me deu o conselho mais sábio que possuía:

_ Osvaldo, não escreva, não ponha no papel suas ideias, porque vão lhe perseguir por conta disso...

Como eu compreendi a profundidade da sabedoria desse conselho, nunca a ele dei ouvidos. Era como se alguém me dissesse que não respirasse, porque os radicais livres acabariam por comprometer todo o sistema...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget