terça-feira, 15 de abril de 2014

(2014/197) Galeano: o deus cristão não faz amor...


"O deus dos cristãos, Deus da minha infância, não faz amor. Talvez o único deus que nunca fez amor, entre todos os deuses de todas as religiões da história humana. Cada vez que penso nisso, sinto pena dele. E então o perdôo por ter sido meu super-pai castigador, chefe de polícia do universo, e penso que afinal Deus também foi meu amigo naqueles velhos tempos, quando eu acreditava Nele e acreditava que Ele acreditava em mim. Então preparo a orelha,, na hora dos rumores mágicos, entre o pôr-do-sol e o nascer subir da noite, e acho que escuto suas melancólicas confidencias" (Eduardo Gaelano, "Teologia (2), Livro dos Abraços).

O deus que os cristãos adoram é a transformação, a soma e o recorte de Yahweh e algumas outras personagens. Quando ainda era Yahweh, era casado. Quando entrou em Israel, por volta do século XI ou X, era apenas um deus guerreiro, mais um entre outros. Cresceu, fortaleceu-se, tomou o lugar de 'El, Grande Deus cananeu, pai de Baal, e roubou-lhe a esposa, Asherah, com quem teve tórridos encontros de amor e romances sob os montes do norte.

Aqui se faz, aqui se paga: por volta de VI ou V, os sacerdotes que tomaram o poder em Judá expulsaram Asherah, deixaram Yahweh eunuco e até hoje...

O máximo que lhe arrumaram, mais tarde, outros sacerdotes de igual tipo, foi uma mãe. Mulher, não: mãe...

Nesse sentido, Galeano está certo - tornado deus dos cristãos, nunca mais fez amor... Mas já fez muito...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget