terça-feira, 15 de abril de 2014

(2014/188) Manifesto por uma sociedade plural

Sociedade plural,
sujeitos singulares...

Eu sou um sujeito singular
que deseja profundamente
uma sociedade plural...


Em uma sociedade plural, exige-se que cada qual viva em seu próprio mundo e que, aí residindo, haja nele uma porta por meio da qual, quando e quanto queira, se entre e saia para lidar com todos os demais habitantes desse mundo assim - para cuidar de quem precisa, para bailar com quem deseje, para viver...

Eu estou profundamente empenhado em viver assim.






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget