sábado, 5 de abril de 2014

(2014/157) Sobre as poções da esposa de Noah


Esqueci-me de comentar um detalhe significativo de Noah, que faz com que, sem nenhuma dúvida, o diretor ou o roteirista, alguém responsável pela história, tenha lido de fato Enoque: a esposa de Noah faz poções...

Há poucas, mas interessantes referência a isso no Antigo Testamento, mas o fato de que mulheres judiais se entregavam à prática de fabricação de poções se depreende diretamente da condenação que os autores de Enoque fazem ao fenômeno, explicando-lhe como que tendo sido originado pelo ensino dos Vigilantes, quando eles e elas fizeram sexo - a parte do sexo entre anjos e mulheres, o filme preferiu não tratar...

Enoque condena m- o que significa que era uma prática comum o suficiente para merecer uma interdição pública. Ou seja: as judeias eram boas em "bruxaria" - porque não duvidemos de que, em grande medida, também era de poções mágico-naturais que se tratava, na Idade Média inquisitorial cristã...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget