segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

(2013/1425) Do louvado universalismo de Paulo de Tarso


O universalismo de Paulo vem lado a lado com o universalismo da anátema e da desgraça: o universalismo de Paulo -e: todos podem entrar, todos devem entrar, todos têm que entrar - e quem não entrar, maldito! 

Dizem que Paulo não disse isso. Nessas horas, voltam a crer em História até os mais renhidos pós-modernos! Nessas horas, o autor volta a ter relevância...!

Seja como for, é assim que foi e é lido.

Maldição.








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget