sexta-feira, 25 de outubro de 2013

(2013/1206) Determinismos, sim, determinismo, não.


Estou pronto para reconhecer determinismos - plural - na vida, na existência, no universo, dentro e fora de nós. Determinismos.

Determinismo, não.

Determinismos significam a própria natureza do Universo: circunstâncias em estado de organização. Nada há que determine essa organização nessa circunstância - ela é aleatória: mas, uma vez dada a circunstância e a organização, ela tende à manutenção e, então, institui e co-institui um determinismo (local).

Na soma, um conjunto incalculável de determinismos - e, jamais "um" determinismo - estabelece a existência como um todo.

Se há alguém por trás disso?

Bem, se há alguém, não sei: por trás disso, duvido...







OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget