sexta-feira, 25 de outubro de 2013

(2013/1229) Se isso for Teologia, não me trate de teólogo


Sou Graduado e pós-graduado em Teologia, fiz Bacharelado, livre e MEC, Mestrado (livre) e Doutorado (MEC), tudo em Teologia - exclusivamente, Teologia. Todavia, se isto que você ouvir/ler é ou deve ser Teologia, renuncio ao título de teólogo... Isso, para mim, é pura racionalização doutrinária, pura abstração dogmática, pseudo-racionalidade, pseudo-abertura.

Não pactuo com esse tipo de Teologia. Não estou a serviço da fé. Não estou a serviço da Igreja - de nenhuma. Não estou a serviço de crentes. Para mim, Teologia deve tornar-se investigação séria e epistemologicamente fundamentada sobre o "sagrado" - e o "sagrado" é um fenômeno antropológico, exclusivamente antropológico, ecossistêmico (isto é, situado geograficamente no ecossistema em que o homem se situa). 

Uma Teologia que fale de Deus como realidade extra-antropológica só me causa constrangimento de ter que carregar o mesmo título, teólogo, a despeito de considerar essa prática mera atividade de racionalização mitológica.

Sei que, se não estou só, faço-me acompanhar de pouquíssimas pessoas. 

Não me importa. Naquela catedral, ele estava sozinho...

E, no entanto, ela se move...






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget