quinta-feira, 11 de julho de 2013

(2013/715) Freud e fêmeas


A energia sexual acumula-se. O corpo é um saco de pós mágicos, dentro do qual a magia sexual se avoluma. Ela se multiplica ao compasso das luas - cada noite, um gemido, um suor, uma palpitação. Sob os panos pudicos, pulsam as carnes, contornem-se as saliências, umedecem-se todas as conchas de mar...

Acreditem, essa energia vai querer ganhar campina e montanha...

Contido esse corpo em coito de controle, em coito de cartilha vitoriana, não duvido que a energia finde por pressionar o cérebro e a medula...

Não me surpreende que Freud seja o homem da virada do século XIX para o XX.

Surpreende a alguém?




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget