quarta-feira, 25 de março de 2015

(2015/327) Fuga

No fundo, no fundo, o que chamamos de espiritualidade é fuga.

Exceto, talvez, aquela espiritualidade-caridade, de real entrega ao próximo na forma de cuidado, proteção, amparo... Mas chamar a isso de espiritualidade é irônico: é a dor do corpo do que sofre que me move à caridade... Não tem nada de espírito aí...

No mais, fuga em taças de sonolenta mística...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget