sexta-feira, 20 de março de 2015

(2015/281) Voltaire e eu

O que eu tenho de comum com Voltaire...

Voltaire achava que toda a tralha mitológica da religião, as doutrinas, os trepa-moleques, os paranauês, tudo isso é lixo - lixo com o qual o clero (que ele chamava de velhacaria) faz torpe e pervertida a consciência moral do povo, estupidificando-o, entregando-o ao obscurantismo...

Eu penso um pouco assim.

Mas Voltaire achava que os homens públicos deviam manter a pregação de um deus vingativo, castigador, para que a população, temendo-o, não cometesse desvios éticos...

Não comungo com essa perspectiva de Voltaire.

Acho que isso é pretender manipular o povo, antes que educá-lo.

Logo, acho que tem que cair toda a quinquilharia doutrinária, mas a sofisticação mística da manipulaçao dos homens também.

Alguns amigos meus dizem-me que essa perspectiva é velha, anacrônica, do século XIX...

É verdade.

Eram homens mais íntegros.

O século XX é um século hipócrita.

É um século religioso.










OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget