segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

(2015/162) Scheleirmacher, Hegel e os pobres

Entre os finais do século XVIII e os inícios do XIX, a "questão dos pobres" tornou-se uma questão de Estado. Hegel defendia a necessidade de o sentimento religioso de caridade ser radicalmente substituído pela responsabilidade social da nação, operada pelos mecanismos público-estatais, na direção da supressão da pobreza...

Schleiermacher, sim, o "bom" teólogo, preocupadíssimo que estava com o sentimento cristão de amor ao próximo, manifestou-se contra, terminantemente contra. Nada de o Estado intrometer-se no cuidado aos pobres - deixe-se que a Igreja a caridade...

Adoro isso...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget