terça-feira, 8 de julho de 2014

(1014/724) Fragmentos facebookianos


I.

São Paulo tem duas empresas que lidam com esgoto. A SABESP trata. A Veja produz.


II.

A elite inglesa nos vendeu escravos. A elite holandesa nos vendeu escravos. A elite portuguesa nos vendeu escravos. A elite espanhola nos vendeu escravos. A elite francesa nos vendeu escravos. Nossa elite sempre esteve aos serviços comerciais das elites europeias. Num gesto de insubordinação, nossa elite foi ela mesma à África roubar pretos e vendê-los nas feiras-nada-livres de seu quintal-país...

Nossa elite sempre será uma elite de segundo tempo.


III.

A Alemanha sempre faz tudo muito metodicamente, sempre tudo muito organizadamente, tudo sempre muito perfeccionistamente - de outro modo, não teria conseguido executar 6.000.000 de judeus e outro milhão de homossexuais, ciganos e testemunhas de Jeová no período de uma década. Eu admiro a técnica burocrática - mas é sempre bom lembrar que ela é uma faca que corta para os dois lados.

(...)

Você está reduzindo a vitória alemã a uma comparação com efetividade burocrática do holocausto, Osvaldo?

Não. Só não vou deixar você transformar a estratégia perfeccionista-burocrática em um dom divino...


IV.

A epistemologia que considera a verdade um discurso caminha paralelamente a estados belicosos, porque, numa guerra, a primeira a morrer é a verdade.













OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget