sexta-feira, 25 de abril de 2014

(2014/318) Fragmentos facebookianos


I.

Osvaldo fala contra ideologia, mas usa ideologia também...

Meu amigo, escute-me: até o amor é ideologia...


II.

Faz o teu aí, faço o meu aqui.
Cada um faz o seu bem feito e está tudo bem...

Mas sempre haverá coisas que teremos de fazer juntos: e construir uma sociedade melhor não é coisa para fazermos sozinhos...


III.

Crente que diz que ama a Bíblia, mas acha Hebraico coisa de Satanás: Jesus tá vendo seu coração, abestado...


IV.

Adaptar-se, insurgir-se - saber quando optar é a maior expressão da sabedoria.


V.

Eu prefiro achar que é o pregador que é muito ruim, a achar que o Espírito que teria inspirado não sabe mais o que disse...


VI.

Nunca postou um "ah, que bom!" para as milhões de casas já entregues e em perfeitas condições - mas aparece um conjunto com rachaduras, , aí é "esse Governo de m***". É patológico o negócio...


VII.

Levitas
que eu saiba
é a forma
da segunda pessoa do singular
do presente do Indicativo
do verbo levitar...

(...)

Mas não se preocupem, rapazes, se os pastores podem herdar o títulos dos reis, vocês podem usar os títulos dos ogans do templo de Jerusalém...


VIII.

Se Crossan está certo e Judas foi uma invenção das gerações pós-70, parece correto admitir que Jesus teve é uma penca enorme de traidores...


IX.



O que faço no Facebook é uma extensão de meu trabalho - popularização da crítica teológica e das reflexões próprias das ciências das religiões. Trata-se de um discurso dirigido a certo público. Não é algo "pessoal"... Também farei enquanto for delicioso.










OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget