domingo, 6 de abril de 2014

(2014/160) Tim Minchin - sobre o que é sagrado e para quem


Esse é aquele momento em que um evangélico/protestante terá ímpetos de aplaudir, mas, ao mesmo tempo, algo lá dentro, o deixará constrangido. Primeiro, o Corão, depois o Papa, ambos são objetivos de uma reflexão crítica - o Corão, na seção prosa, e o Papa, na seção canção de escárnio e deboche. Ah, sim, o evangélico sentirá ímpetos de aplausos...

Mas em todo o momento, ele, se tem mais de um neurônio e meio, há de, honestamente, pensar: "mas por que eu sinto que, no fundo, isso tem a ver também comigo?"...

Advirto para o fato de que a seção canção ter linguagem "ofensiva"...

Não menos, claro, do que o escárnio que ela denuncia...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget