quinta-feira, 31 de outubro de 2013

(2013/1289) Quando o espírito mau é o espírito de Deus


Por favor, se você ama a sua Bíblia, vá em 1 Sm 16,14-23 e corrija a horrível, equivocada, errada e má tradução de (se sua Bíblia é Almeida e congêneres) cinco expressões. 

No v. 14, onde está escrito "espírito mau da parte de Deus", risca e escreve "espírito mau desde junto de Deus" (é um espírito mau que fica junto de Deus e que saiu de perto de Deus e foi atormentar o coitado do Saul).

No v. 15 e no v. 16, onde está escrito o que estiver - e estará errado, sem dúvida -, risca e escreve "espírito mau de Deus" (ruah-'elohim ra'ah). Aquele espírito mau que fica junto de Deus e que saiu de perto de Deus e foi atormentar Saul é o espírito mau de Deus.

No v. 23, risca o que estiver na primeira expressão, que está errado, e escreve lá "espírito de Deus". No final do verso, deve estar certo, confere: "espírito mal". Ou seja, o espírito mau é o espírito mau de Deus, é o espírito mau que fica junto de Deus, é o espírito de Deus.

Os judeus antigos, antes da Pérsia, acreditavam que era Deus que fazia tanto o bem quanto o mau e que mandava ruah, o espírito, seu "secretário", fazer o serviço.

Os tradutores traduzem errado para fazer parecer que seja um espírito mau qualquer, mas está errado.

Agora, se você ama é a doutrina e não a Bíblia, deixa como está que não faz a menor diferença...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget