sábado, 7 de setembro de 2013

(2013/1019) Quanta paciência nos cobra a democracia?


O insumo mais caro e rico da democracia é a paciência. Mas é, ao mesmo tempo, o mais imódico - a paciência necessária à democracia custa vidas. Sejamos honestos: a paciência que a democracia cobra de nós nos faz deixar morrer gente de carne e osso, sofrer gente de carne e osso, chorar a carne e o osso da gente...

Diante dessa morte, dessa dor e desse choro, a paciência que a democracia nos cobra fica cara e rara, e cuidamos evitar mais mortes, e dor e choro, eventualmente matando, fazendo sofrer e levando a chorar - revolução!

Depois, orgasmo da impaciência aplacado, contamos os mortos, e voltamos a esperar, pacientemente, o amadurecimento lento e dispendioso da democracia...

Até que, tomados de novo, de todos os hormônios de coitos, metemo-nos, outra vez, ao desesperamento...

É cara e é rara a paciência necessária da democracia...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget