quinta-feira, 21 de março de 2013

(2013/294) Graça a 1,99

Se eu ainda navegasse em mares doutrinários, mares que há muito abandonei, ainda assim, diante da questão gay eu diria o seguinte: que Deus conceda a mim a mesma graça que conceda a eles, porque gay não sou, mas, certamente, coisa pior.

Penso que esse sentido de graça ainda me comove - esteticamente, eu diria.

Mas me assombra que ela tenha virado pó na boca dos teólogos de doutrina...

Falam de graça: mas os olhos ejetam Lei e Pecado.



OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget