domingo, 10 de março de 2013

(2013/224) Nós, homens e mulheres da quarta geração...


1. Em A República, depois que Sócrates ensina a como fundar a Bela Cidade, controlada com mão de ferro pelo Governo, através de mitos e corais, mediante o controle absoluto dos discursos, da expulsão dos poetas, alguém pergunta a Sócrates: mas os homens vão acreditar no Governador e nos mitos? E Platão faz Sócrates responder: os primeiros, talvez não, mas seus netos e filhos, quem sabe?

2. Sócrates estava certo. Os homens e as mulheres da terceira e quarta gerações tornam-se filhos do sistema - qualquer que seja ele. Sempre haverá os revoltosos, os revoltados, e revolucionários, mas, de modo geral, a educação dará conta de adestrar e "inculturar" os médios.

3. Os conflitos da Bíblia também foram assim - no inicio, revolta, enfrentamentos. Depois, acomodação e piedade. A cena de Maria levando Jesus ao templo para fazer a purificação dele e sua é emblemática disso. As primeiras mulheres judiais que ouviram dos sacerdotes que eram malditas, insurgiram-se. Mas as terceiras e quartas amaldiçoam a própria carne e aceitam que são a fonte da imundície humana... exatamente como Maria fez...

4. Por isso os sistema religiosos funcionam. Porque eles usam o sistema "educativo" - um poderoso processo de acomodação das pessoas. Com o fundamento em Deus desses ensinos, então, que mulher e homem conseguem insurgir-se? Raros, poucos, ao preço, sempre, muito alto...

5. Por isso a "educação religiosa" abomina, sob todos os aspectos, a educação crítica - porque ela dissolve o encanto, a magia, a operação inculturação.

6. Para a boa educação religiosa, abaixar a cabeça é sinal de reverência a Deus - ainda que Deus use terno e microfone na lapela...

7. Nós, homens e mulheres de quarta geração...




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget