sábado, 2 de março de 2013

(2013/178) Sobre a montagem dos textos do Antigo Testamento


1. Mostrar a alunos exemplos de como os textos do AT foram montados, a partir de unidades menores, e não escritos na forma de uma redação unitária, pela mesma mão, é coisa muito fácil. 

2. Dois textos são ótimos para isso. No Pentateuco, as duas narrativas do dilúvio, agora, emendadas em uma única, uma enfiada dentro da outra, e, nos "históricos", Juízes 1,1-18, uma verdadeira colcha de retalhos, em que se podem identificar sem força, cinco pedaços e, com algum risco, nove.

3. O que facilita a identificação desses retalhos é uma característica do processo: se dois pedaços de texto são colados um ao outro e o resultado fica contraditório, o redator que faz a colagem até acrescenta, ele mesmo, um trecho, para harmonizar os dois pedaços, mas não recorta e descarta qualquer dos dois pedaços anteriores que estejam em contradição.

4. Por exemplo, uma das narrativas do dilúvio diz que eram sete casais de animais puros e um casal de animal não puro que entrariam na arca, mas a outra narrativa diz que seria um casal de todos os animais, sem fazer distinção entre puros e impuros. Uma contradição. O redator, então, escreve um trecho harmonizante, e diz que foram um casal tanto de puros quanto de impuros. Se você lê o texto aos pedaços, logo vê a contradição, mas o redator espera que você tome a glosa que ele escreveu como a leitura normativa, doravante.

5. Quero crer que, se a Bíblia estivesse sendo escrita hoje, o redator simplesmente descartaria um dos trechos e pronto.

6. É um exercício relativamente fácil identificar montagens - e justamente pelo fato de que os redatores não estavam preocupados em esconder emendas, remendos, acertos, acréscimos...

7. Não havia um setor de controle de qualidade? Não se trata disso - se trata de que estamos diante de uma cultura em que o critério de "origem" e autenticidade não tem nenhum valor. Vale apenas o fato de que aquela "escritura" seja tomada pela comunidade como "sagrada", não importando de que modo tenha vindo à luz - "Deus" a autentica. Apenas a autoridade da autoria atribuída pesa.

8. Uma vez, todavia, que a leitura acadêmica não se preocupa com esse critério de validação e, antes, está mais interessada no processo por meio do qual o texto veio à tona, prestaram-nos um extraordinário serviço esses redatores - pelo que ficamos gratos.




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget