sexta-feira, 1 de março de 2013

(2013/176) Sobre graça


1. A única coisa que sabemos, de fato, é que estamos aqui. Todo o resto inventamos.

2. Há os sacramentos - e crer neles é reconfortante: justifica o clero, que se justifica.

3. Há as obras, quaisquer que sejam. Se você crer que é isso que tem que fazer, então faça, e se você crê que é isso que as pessoas têm que fazer, então diga isso a elas.

4. Mas, vem cá, se você fala em graça, então fique calado, cale-se, não encha mais o saco: é graça, pronto, ponto final, não me interessam mais quaisquer arrazoados seus...

5. O quê?, não é graça? Ah, tá, então pode encher o ar com palrações intermináveis...

6. Mas, se é graça, não, está bem?

7. Se é graça, é graça e pronto.

8. Sem senões.

9. E até lá.




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget