domingo, 4 de janeiro de 2015

(2015/035) A Filosofia Pós-moderna e a Indústria Farmacêutica

Meu amigo começou com um papo de que a realidade é ambígua e que constitui uma criação da mente humana... Eu acho que ele andou lendo livros de "apropriação" da Física Quântica, filósofos pós-modernos e coisas assim. Percebi que precisava falar, desabafar. Li alguma coisa em Freud.

Depois que ele foi embora, pensei em quão inútil é o trabalho da pirataria das indústrias farmacêuticas, que invadem os países dos outros, roubam suas plantas, descobrem seu objetivíssimo princípio ativo e vendem por objetivíssimos trilhões de dólares...

Se a indústria farmacêutica queria afastar concorrentes tolos, fez um bom serviço pagando por filosofia pós-moderna...










OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget