quinta-feira, 12 de junho de 2014

(2014/589) Monoteísmo e psicopatia - uma metáfora


Com a exceção da queles que o são por mera inércia, e não por tradução psicológica dos seus valores, eu diria que o monoteísmo é intrinsecamente mau. 

O monoteísmo é como um psicopata sob vigilância constante dos poderes de polícia e justiça: sob os olhos da Lei, ele até controla as suas ações, conquanto não suas palavras, que continuam sendo psicopáticas. Todavia, fora dos olhos da Lei, sem o controle dela, sua psicopatia intrínseca emerge com a força de mil demônios. Pior do que isso, só quando ele mesmo é a própria Lei...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget