domingo, 1 de junho de 2014

(2014/561) Ler a Bíblia toda outra vez


Eu li a Bíblia (protestante) inteira quatro vezes. Na quinta vez, interrompi o procedimento. Depois, li textos saltados, traduzi textos da Bíblia Hebraica, mas nunca mais li sistematicamente toda a Escritura. Preciso fazê-lo.

Quando o fiz, a primeira vez era um apaixonado pela fé e fiz em versão fundamentalista. Na verdade, eu li como um fundamentalista dispensacionalista, na esteira de Win Malgo e Chamada da Meia-Noite. A segunda leitura eu fiz quando, ainda dominado por essa forma de concepção da Bíblia, aprofundei minha relação mística com ela. Eu marcava cada capítulo lido, e ainda tenho a Bíblia que li, podendo nela identificar as marcas de cada leitura. Na quarta vez, no topo de cada página há uma pequena oração, de um punhado de palavras, apenas, pedindo compreensão.

Na quinta, quando lia em outra Bíblia e, dessa vez, do cânon católico, eu já entrara na fase crítica. Uma das vezes que li, estava de cama, com uma gravidade no pé que me consumiu dois anos. Mas a crítica me veio, mesmo, pela leitura dos textos, pela leitura de livros de teologia e, principalmente, de pesquisa bíblica.

Eu penso que eu devo ler o texto todo novamente. Adquiri muita informação, muito conhecimento, tenho, agora, dados que eu não tinha antes. Penso que o resultado será importante para eu acertar pontas arrebitadas, costurar pedaços soltos e, o que sempre é mais importante, encontrar coisas que ainda não havia encontrado.

Quem sabe não será uma preparação para a minha leitura definitiva: durante a tradução que gostaria e pretendo fazer...?












OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget