terça-feira, 29 de abril de 2014

(2014/375) Persistência cristã e novidade budista no pensamento filosófico


Há uma corrente cristã, antiga, e uma corrente oriental, hinduísta-budista, mais recente, cavando túneis de lava sob a reflexão filosófica do último século. 

Um nojo da matéria, um olhar negativo, uma consideração a respeito de sua condição contra-pedagógica, de sua impureza, a consideração do fato de que a alma, quero dizer, perdão, o pensamento pertence ao mundo verdadeiro, em oposição à miragem dos átomos: eis o que é o cenário budista-cristão em que ainda se faz reflexão...

O Homem abandonou a Cristandade, mas parece que a mentalidade permaneceu presa em seus labirintos - mesmo quando julga que saiu da metafísica. 

Ora, que de mais metafísico há do que um pensamento que julga poder fazer-se fora da matéria, flutuando em ontologias da linguagem?

Olham-se no espelho e se consideram homens novos...

Eu olho para eles e vejo o mesmo monge neoplatônico de há séculos...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget