quinta-feira, 17 de abril de 2014

(2014/251) "Não temos nada com isto!"...


Parte da sociedade, a mais aviltada e pobre, também na sua parte mais violenta, seja como for, uma enorme massa de gente, encontrou casa em antigas tradições do Antigo Testamento - proteção mágica do deus da guerra, vingança contra inimigos, sustento nas horas de angústia e necessidade, vitória sobre os inimigos... Tudo isso é bíblico. É bíblico tanto quanto seu oposto - suportar as dores, dar a face ao inimigo e coisas assim. Tudo isso, os dois lados, é bíblico, porque a Bíblia - já cansei de dizer - não é um livro, não tem uma mensagem, não é uma única boca a falar, mas são rolos e rolos, dezenas, centenas de rolos, centenas de teologias diferentes...

A violência não começou com essa geração - começou dentro das igrejas tradicionais, com corinhos espirituais que descobriram o Yahweh de Guerra, o lutador, o guerreiro, isso lá nos anos 80 ainda. No fundo, a caldeira que produziu tudo o que aí está encontrava-se dentro das igrejas que, hoje, querem se mostrar desligadas disso, como pai e mãe que, parindo um filho, negam-lhe que os tenha puxado...











OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget