quinta-feira, 17 de abril de 2014

(2014/236) Não-realidades explicativas que não explicam coisa alguma


"São princípios explicativos, não realidades" (Tillich, "explicando" as "tendências religiosas básicas" em seu Filosofia da Religião)... Eu estou irremediavelmente estragado. Se são apenas princípios explicativos, que não são realidade, e valem apenas como princípios explicativos, não como realidade, valem de quê?, servem pra quê?, têm que valor? Verborrágico? Se você quer explicar uma coisa, explique, corra o risco de errar, mas, por favor, não me venha com embromações retóricas de que "são apenas princípios explicativos" - que já se desculpam por eventualmente não explicar nada...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget