terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

(2014/020) Brevíssimo testemunho - sobre lançar o pão nas águas


Há coisas que conquisto que são frutos de - apenas - uma ação súbita minha. Meu doutorado é uma delas. É claro que Haroldo Reimer deu-me uns empurrões, quando minha formação era apenas "livre", a mim e a colegas, dizendo-nos que cuidássemos de dar um rumo formal à nossa formação. Um dia, na Internet, deparei-me com o site da PUC-Rio, no MEC, entrei nele, deparei-me com a página do Programa de Pós-Graduação, entrei nela, com o link de Bouzon, entrei e, em meia hora, havia mandado um e-mail, "namorando" uma vaga. Três semanas depois, estava dentro. Houve quem não cresse, me contaram depois... 

Outro dia, aconteceu a mesma coisa. Terminei um artigo e ia mandar para a Horizonte, a mais bem ranqueada revista nacional na área de Teologia e Ciências das Religiões. Escrevendo outro artigo, deparei-me com um texto de uma revista da Complutense de Madrid chamada 'Illu, que eu não conhecia. Trebolle Barrera escreve nela. Decidi mandar o artigo para lá, e está em processo de avaliação. Se aprovado, será o primeiro artigo internacional meu...

Às vezes, a gente cria nosso próprio caminho. Às vezes, as coisas estão aí, esperando apenas por uma ceno nosso. Por isso, é preciso acreditar... e acenar.

Vai que...

(PS. lembrei que publiquei um artigo a quatro mãos com Haroldo na RIBLA latino-americana... Se contar esse, será o segundo, então).






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget