segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

(2013/1452) Não, não sabemos

Nós não sabemos, meus amigos, não sabemos.
Insistir que, todavia, crê é apenas dar cabeçadas contra o óbvio.
E, cá entre nós, não ajuda em absolutamente nada.
Insistir em que crê é apenas gritar o mais alto possível, a fim de ver se esquecemos que sabemos que não sabemos...
E não sabemos, minhas amigas, não sabemos.
Crescer é abrir a porta de casa, olhar para fora e sabe que não sabemos.
E, súbito, descobrir que não precisa crer...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget