segunda-feira, 25 de novembro de 2013

(2013/1392) Casamento de "papel passado"


Há até alguns anos, "explicava-se" ao povo que o casamento era aquela coisa de papel passado. Sexo, só depois do papel passado. Sem papel passado, não se batiza. O papel passado, a certidão, era a mesma coisa que a Palavra de Deus...

Obviamente que era uma enrolação eclesiástica... Mas o que é que o povo entende de enrolação eclesiástica? Ele a conhece por vontade de Deus...

Pois bem: em termos legais, o papel não é imprescindível. Para todos os fins, juntou, casou; trocaram presença um na caso do outro, casou. O papel é apenas uma das formas, mas a Lei e o Estado reconhecem outros caminhos, outras comprovações do fato e de fato...

Vai ser interessante ver Deus mudar de discurso...

Se vai mudar?

Pode apostar sua Bíblia...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget