sexta-feira, 25 de outubro de 2013

(2013/1212) Kant bivalve...


Quando Kant estabeleceu o que é repetido até hoje, que o homem está limitado ao seu mundo histórico-cultural, que o pensamento humano não consegue ultrapassar os limites antropológicos, penso que ele quisesse, n fundo, proteger o mundo de Deus das intromissões humanas - ou seja: preservar a revelação, as doutrinas, como inacessíveis à iconoclastia humana, posto situarem-se em uma dimensão inacessível aos pensamentos humanos. Se para cá vieram, cuide-se terem vindo por revelação. Barth gostou mesmo desse Kant...

Todavia, Kant pode ser lido contra essa intenção e, sendo levado a sério, radicalizar-se: sim, é verdade, nenhum pensamento humano consegue sair de seu mundo, logo, tudo quanto os homens pensem e digam não passa de coisas humanas, demasiadamente humanas...

Quis proteger a casa: mas prendeu a Sagrada Família para sempre do lado de fora...









OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget