terça-feira, 22 de outubro de 2013

(2013/1194) Deus e educação


Se o educador, qualquer que seja, começa a frase com Deus como sujeito, não é educador - é catequista. Tudo bem que seja catequista? Bem, se é uma classe de catequese, sim... Se é uma classe de catequese...

(...)


O sujeito conversa comigo e emprega a palavra Deus como se referindo a uma grandeza dada e reconhecida por ele e eu - ele não leva a sério o fato de que só pode empregar a palavra Deus em contexto de fé pessoal e que, se a fé é honesta, assume-se como sendo o que é - fé, e não conhecimento, crença, e não dado... Cedo demais ele se esquece de que é na fé que caminha. Ele não sabe sequer o que é a fé - e, se sabe, tanto pior...








OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget