segunda-feira, 12 de agosto de 2013

(2013/846) Água, dívida pública e golpe de Estado


Temos os dois maiores reservatórios de água potável em subsolo (aquíferos) do mundo - Alter do Chão (Pará e Amazonas) e Guarani (internacional). Além disso, os banqueiros internacionais levam-nos, por ano, a bagatela de 750 bilhões de reais - 15 vezes, no ano, o que gastamos com educação (dinheiro tem, mas os donos do mundo o levam embora).

Se pensarmos em auditar essa dívida - e estamos começando a pensar nisso, devemos nos preparar para o pior: vai haver, como no Equador, quando auditou a dívida, golpe de Estado.

E, se não fizerem por conta do dinheiro que nos roubam, farão por conta da água, que nos quererão roubar, seja por cima, tomando-nos a Amazônia, seja por baixo, com um canudinho na tríplice fronteira...

Precisamos nos unir.






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget