quinta-feira, 21 de março de 2013

(2013/292) A mulher maldita do crente

Você é crente?

É casado?

Sabe hoje à noite, quando, cheirosa e perfumada, recém saída do banho, ela se der a você?

Pois é - é uma maldita.

O desejo sexual que ela sente por você é uma maldição que Deus colocou nela para ela lembrar que é uma maldita filha da maldita Eva...

Sabe quem disse isso?

Os carinhas que escreveram que homossexualidade é pecado...

Por que, meu amigo, você aceita a maldita da sua mulher, mas não aceita o desgraçado do homossexual?

Diga não ao sacerdote.

Recuse esse controle psicológico.

Desvitimize-se desse passado mau e político.

Quanto à mim, olho para Bel e digo: não és maldita, amor, malditos foram os canalhas que disseram isso. Tu és bendita, bendita de Deus...

E, se faço isso com Bel, faço com todos os serem humanos.

A meus olhos, são benditos.

Também os gays.




OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget