sábado, 16 de março de 2013

(2013/255) Quatro inverdades que aprendemos desde a classe de novos convertidos


1. Lutero separou-se da Igreja Católica... Não é verdade. Lutero separou-se da Igreja Cristã. Dada a ruptura, a Igreja reuniu-se em concílio e decidiu-se pela manutenção de suas práticas históricas, questionadas por Lutero, ratificando-se como a única Igreja, católica, isto é, universal, apostólica, isto é, seguindo a tradição dos apóstolos, e romana, isto é, descendendo da (mítica) posse petrina. Assim, Lutero insurgiu-se contra a Igreja cristã, não contra a Igreja católica...

2. A Igreja católica aumentou a Bíblia... Não é verdade. A Igreja cristã usou a LXX e, depois, a Vulgata, desde o início - desde sempre. Lutero é que criticou o cânon da Igreja, excluiu dele os livros excluídos pelos judeus (e, ainda, Tiago), e inventou um cânon novo - nem cristão, nem judeus, ao mesmo tempo um e outro - os livros dos judeus com a ordem dos cristãos). Não é verdade que a Bíblia católica é maior - a dos evangélicos é que é menor...

3. A fé da Igreja está nos livros canônicos... Não é verdade. Grande parte da fé cristã encontra-se nos livros apócrifos, nos livros da Bíblia católica, no cânon evangélico e, fundamentalmente, na Tradição.

4. Os Evangelhos são os primeiros escritos do Novo Testamento, que guardam a memória histórica de Jesus... Não é verdade. Os Evangelhos são escritos de terceira geração, posteriores aos escritos paulinos autênticos e contemporâneos dos escritos pseudepígrafos do Novo Testamento (as cartas atribuídas a Paulo e que não são dele). João, por exemplo, é um dos últimos textos do Novo Testamento a ser escrito. Os Evangelhos nem são da primeira geração nem são memória histórica - são tardios e teológicos, elaborando imagens de Jesus a partir da fé das comunidades onde cada Evangelho era elaborado.






OSVALDO LUIZ RIBEIRO

4 comentários:

Carol disse...

Isso aí... tem estudioso que acha que Marcos ainda é da segunda geração. Mas outro dia li que não foi Lutero que tirou os livros de Macabeus da bíblia, ainda vou procurar saber mais a respeito.

Peroratio disse...

Sim, Marcos é um pequeno problema...

Unknown disse...

A Igreja Cristã não era somente representada pela Igreja Católica Romana, pois também existia a Igreja Ortodoxa.
Então não é correto dizer que, Lutero, antes vinculado a uma ramificação do cristianismo não apenas se desvinculou dessa ramificação? Como Lutero não foi o divisor (pioneiro) da Igreja Cristã (pois ela já era dividida) o que ele fez não foi criar uma nova divisão na igreja já dividida?

Um abraço.

Peroratio disse...

Não deixa de fazer sentido...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget