sábado, 7 de março de 2015

(2015/271) Mas a exegese também é ficção, Osvaldo...

Osvaldo, você precisa ser mais coerente...

Sempre, meu amigo, sempre: há sempre lixo em nós, daí, termos de urinar defecar, suar... Concordo: tenho e temos de ser mais coerentes, sempre...

Falo especificamente...

Por exemplo...

Você fala que Teologia Sistemática é ficção, mas faz exegese, que Croatto, em 1984, disse que (também) era ficção...

Entendo. E você então considera que fazer exegese-ficção me descredencia a expôr a minha opinião pessoal de que Teologia Sistemática seja ficção...

Isso.

Entendo. Estivesse você certo, eu estaria em maus lençóis...

Estivesse?

Sim, você comete um equívoco grosseiro...

Explique.

Veja, o universo de que a exegese trata é histórico: alguém de fato escreveu textos. Se o resultado da exegese está correto ou não, isso nada tem a ver com ficção, tem a ver com uma conta com erros, ou, para usar a linguagem de Ginzburg, foi uma caça mal empreendida. Agora, o ser mesmo da Sistemática, aquilo de que ela diz falar, Deus, anjos, céu, inferno, pecado, salvação, o conteúdo inteiro dela é ficcional, invenção da cultura, como os unicórnios, os ogros, os ciclopes, as fadas, os duendes, o Saci, o Caipora... De modo que não ficarei triste se você disser que minha exegese está cheia de erros - eu apenas pedirei que me revele os erros, se puder. Agora, comparar exegese com Sistemática, é como comparar cinema e História da África...












OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget