segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

(2015/165) Um risco de todo intelectual de esquerda

Acho que o destino de todo intelectual de esquerda engajado é ser tomado de algum tipo de síndrome de messias. O povo não tem a cabeça de um intelectual orgânico de esquerda: na prática, o que o povo queria é tornar-se burguesia e o que a burguesia queria era se tornar elite. A conta não fecha, porque o intelectual tem outra perspectiva, outra utopia. Assim, a despeito de ele se considerar representante do povo, ele pensa com um tipo de mundo na cabeça, e cuida representar um povo que tem outro tipo de mundo na cabeça.

E é por isso que, em mundos democráticos, esquerda e direita se revesam no poder, pelo voto. O povo até quer algumas coisas que a esquerda anuncia. Mas quer também muitas, muitas coisas que anuncia a direita.

Se você é realmente democrático, acostuma-se a isso.

Se, todavia, no fundo é um cristão messiânico secularizado, prepare-se para ter dores de cabeça eternas.











OSVALDO LUIZ RIBEIRO

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre ombros de gigantes


 

Arquivos de Peroratio

Ocorreu um erro neste gadget